Microsoft decreta a ‘morte’ do Paint

Microsoft decreta a ‘morte’ do Paint

A próxima grande atualização do Windows 10, batizada de “Outono”, deve marcar a despedida de um dos maiores símbolos do sistema operacional: o Paint.

A companhia atualizou a lista de “recursos que serão removidos ou descontinuados” quando a atualização for liberada, e o Paint está entre eles. Na página, a Microsoft explica que os itens da lista “serão removidos do produto [o Windows] na distribuição atual ou não estão em desenvolvimento ativo e podem ser removidos em versões futuras”.

O Paint consta no segundo caso, e a companhia deixou claro que é bom dizer adeus ao programa: “Esta lista pretende ajudar os consumidores a considerar essas remoções e descontinuações para seu próprio planejamento.”

Lançado originalmente como Paintbrush, o Paint é um dos softwares que acompanham o Windows desde o seu nascimento, estando presente em todas as edições. Só que o Paint não faz parte do pacote essencial do Windows. Há inúmeras alternativas mais completas pela internet. Programas gratuitos ou não, e que às vezes sequer precisam de instalação, operando no navegador.

Na última edição do sistema, o programa ganhou um irmão chamado Paint 3D, que, como sugere o nome, possui ferramentas de edição tridimencional. Apesar de também contar com recursos 2D, o novo software não serve como substituição ao antigo, então esperava-se que ambos fossem dividir espaço.

A Microsoft não confirma quando pretende extinguir o Paint. Como ainda não há data de lançamento para o Windows 10 “Outono”, é preciso esperar por um pronunciamento da companhia a respeito do assunto, embora espera-se que a versão seja liberada na segunda metade do ano.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


%d blogueiros gostam disto: